Controle de Qualidade no Japão

O inicio do Controle de Qualidade no Japão

O inicio do Controle de Qualidade no Japão

O Controle de Qualidade no Japão iniciou devido a uma necessidade de se melhorar a qualidade dos produtos japoneses.

Culminando com o surgimento do CCQ Circulo de Controle de Qualidade.


Vejam artigos sobre CCQ, cliquem abaixo para acessar:

O que é CCQ

“O surgimento do CCQ Circulo de Controle de Qualidade”

“Como funciona o CCQ”

“Como fazer apresentação de CCQ”

“As etapas do CCQ”


O Controle de Qualidade no Japão.

Para saber como nasceu o CCQ, o Circulo de Controle de Qualidade no Japão devemos antes saber o que é o Controle da Qualidade (CQ).

O Controle de Qualidade

Há várias definições para Controle de Qualidade.

De acordo com a ISO é:

“parte da gestão da qualidade focada no atendimento dos requisitos da Qualidade”.



Mas um dos conceitos de Controle de Qualidade no Japão é:

“Entregar ao cliente um produto ou serviço que o satisfaça com um baixo custo”.

Controle de Qualidade no Japão, fazendo medição
Fazendo medição

Existe muita confusão entre Inspeção de Qualidade com Controle de Qualidade,

Inspeção é separar os refugos ou não conformidades antes da entrega ao cliente.

Ou seja inspecionam as peças após a fabricação, por amostragem, pode ser 100% ou medir todas as peças, a fim de não entregar peças ruins ao cliente.

Mas Controle de Qualidade vai mais um passo além que é:

Não fabricar refugos ou não conformidades

Ou seja “fabricar somente peças boas”

O Controle de Qualidade

Nas empresas japonesas do pós-guerra haviam os especialistas ou como eram chamados de “Deuses” da fabricação, num sistema de mestres e discípulos.

Este conceito foi herdado da época da fabricação artesanal, quando não havia empregados, mas discípulos que se juntavam aos mestres para aprenderem determinada habilidade.

Exemplo: fabricação de porcelana, escola de artes marciais, e outros.

E para passar o conhecimento do mestre para o discípulo levava-se meses ou anos.

Este conceito na indústria japonesa fez com que o Japão ficasse muitos anos aquém dos americanos na questão de fabricação de bons produtos em grandes quantidades.

Nesta época os produtos japoneses eram conhecidos como muito baratos, mas de qualidade inferior.

Havia a necessidade de introduzir conceitos de Controle de Qualidade no Japão da época.

SQC ou Controle Estatístico de Qualidade

Em meados de 1950 Joseph Juran e William Edward Deming introduzem novos conceitos de Controle de Qualidade no Japão.

Mas usando métodos estatísticos e tem-se o início do conceito de SQC ou Controle Estatístico de Qualidade.

A técnica consistia em manter e elevar a qualidade separando, comparando e mostrando as variações da qualidade em forma de números em relação aos processos de fabricação.

O segredo era controlar a variação no processo, variação no tamanho, no peso, em todas as características importantes ao funcionamento do produto

Mas o que é variação?

A variação no Controle de Qualidade no Japão
A variação

Variação é a situação em que se está fora do alvo determinado (seja em tamanho, formato, dureza, resistência, etc.).

No caso uma característica de qualidade.

Agora uma pergunta, existe uma produção que não tenha variação?

Não, não existe produção sem variação.

Tendo consciência que se existe variação, há a necessidade de controla-lo e consequentemente solucionar os problemas de produção.

Como já mencionamos Edward Deming vem ao Japão em meados de 1950 e foi o grande introdutor dos conceitos de Controle de Qualidade no Japão.

Mas havia um problema, a compreensão destes conceitos eram muitos difíceis, ficando restrito ao pessoal do Staff, não havendo participação do pessoal do chão de fábrica (Gemba 現場).

O staff no controle de qualidade no Japão
O staff

Então era assim, o pessoal do Staff ou “os especialistas” estudavam as melhorias usando as técnicas do SQC.

E diziam ao pessoal da produção para fazer como eles tinham determinado.

Isso gerava muito problema de aplicação.

Por outro lado, crescia um desejo muito grande pelo próprio pessoal do chão de fábrica “Gemba現場” de que eles também queriam aprender as técnicas de Controle de Qualidade e de fabricar bons produtos.

Havia uma demanda de que houvesse material de treinamento de como fazer Controle da Qualidade, mas com texto mais simples e de fácil entendimento para estas pessoas.

Ai entra em cena o Prof. Kaoru Ichikawa em conjunto com a JUSE, a União dos Engenheiros do Japão.

O que eles fizeram, está no artigo seguinte O surgimento do CCQ, onde é mostrado sobre como o Sr. Kaoru Ishikawa conseguiu que todos entendessem os conceitos de Controle de Qualidade.


Esperamos ter ajudado, caso tenham mais duvidas e esclarecimentos coloquem nos comentários abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.