O Princípio dos 3 Gen no 5 porque da Toyota

O Princípio dos 3 Gen no 5 porque da Toyota

Neste artigo veremos conceitos sobre o Principio dos 3 Gen no 5 Porques da Toyota.


Vejam outros artigos sobre 5 Porques, cliquem abaixo para acessar:

“Qual o objetivo dos 5 Porques”

“Objetivo dos 5 Porques é buscar a causa real”


Use o Principio dos 3 Gen

O 5 porque foi idealizado por Taiichi Ohno da Toyota, como forma de chegar a causa raiz dos problemas.

A fim de evitar tomar ações de melhoria em causas não reais que ocasionam perda de tempo e de dinheiro.

Principalmente o envio de produto com problema ao cliente.

Que é um mal maior de uma empresa.

Princípio dos 3 Gen
Princípio dos 3 Gen

A técnica de 5 porque é muito simples.

Pois é só perguntar porque 5 vezes a respeito de um problema na tentativa de chegar a causa raiz.

O maior problema é que dentro de sua simplicidade existe o risco de nunca se chegar a causa raiz.

Devido ao problema de não se saber o uso do conceito correto de análise de causa.



Um dos maiores problemas que Ohno percebeu é que os engenheiros ou o staff responsáveis por analisar o problema e tomar ações de melhoria.

Não tinham domínio do ocorrido pois se baseavam nas informações passadas pelos operadores de onde ocorreu o problema.

Muitas vezes não condizia com a realidade, o que era passado era a realidade sob a ótica dos operadores.

Gemba 現場, Genbutu現物, Genjitsu現実

Então Taichi Ohno disse: ao analisar e tomar ações de melhoria, se baseiem no Princípio dos 3 Gen 

  • Gemba 現場
  • Genbutu現物
  • Genjitsu現実

 

  • Gemba: quer dizer o local de trabalho,
    • Ohno disse: “vá ao local onde ocorreu o problema.”
  • Genbutu: quer dizer a peça original,
    • Ohno disse: “veja a peça que ocorreu o problema, analise-a.”
  • Genjitu: quer dizer realidade,
    • Ohno disse: “se baseiem na realidade dos fatos para analisar o problema.”

Uma outra coisa que ele disse é:

“Nunca analisem as causas baseados no (Genshô 現象) ou seja no fenômeno”

O que ele quis dizer com isso é que a ocorrência do problema é um fenômeno ocorrido.

Mas a causa não é um fenômeno ocorrido.

Vamos explicar isso com um exemplo simples:

Problema ocorrido: surgiu uma não conformidade de comprimento da peça ficar menor.

A causa diríamos: “o operador mediu errado”.

Mas medir errado ainda não é uma causa é uma ação (fenômeno) que ocorreu.

Mediu errado porque?

Digamos que não estava devidamente treinado, aqui sim pode ser uma causa, pois não é uma ação (fenômeno).

Mas também não é uma causa raiz, pois retreina-lo não evita a recorrência do problema.

Outro operador pode estar na mesma situação ou um novo operador a ser contratado poderá fazer a mesma coisa.

Por que não estava devidamente treinado?

Se você disser que o instrutor ensinou de modo insuficiente, também não é uma causa, é uma ação de ensinar errado.

Aqui devemos perguntar porque o treinamento foi insuficiente?

Digamos que o instrutor não tinha domínio da forma correta de treinamento.

Aqui sim, pode ser uma causa raiz.

Onde uma ação de melhoria seria dar orientação ao instrutor ou troca-lo por outro instrutor.

Mas e se a orientação ao instrutor foi inadequada, será que o sistema de treinamento da empresa está adequado?

Esta poderia ser uma causa real, dai surge a necessidade de se fazer um estudo para melhorar este sistema.

Melhorando este sistema garante que este instrutor e os outros fiquem capacitados para dar treinamento.

Essa sim seria uma causa raiz e ação de melhoria eficaz.

Como vimos acima a analise baseada no Principio dos 3 Gen nos leva à causa real e consequente ação de melhoria que evite a recorrência dos problemas.

Isso levou à melhoria dos produtos da Toyota e seu Sistema de Produção virasse referencia no mundo todo.

Espero ter ajudado, em caso de duvidas deixe um comentário