Seiri Seiton o inicio do 5S

Seiri Seiton o inicio do 5S

Seiri Seiton o inicio do 5S

Neste artigo explicaremos sobre as etapas do Seiri Seiton o inicio do 5S.

Nenhum programa 5S inicia sem estas duas etapas.

O Seiri e o Seiton é parte primordial da metodologia 5s para a implantação do programa 5S na empresa

Falaremos também dos outros tres S, são os S da manutenção do programa 5S:

  • Seissou
  • Seiketsu
  • Shitsuke

O objetivo principal da implantação do programa 5S na empresa não é só obter um local de trabalho limpo e visualmente organizado.

Claro que um local limpo e visualmente organizado é de suma importância o ambiente organizacional.

Mas se a manutenção desta limpeza estiver atrapalhando o trabalho das pessoas, está errado!Seiri Seiton o inicio do 5S

O objetivo principal do programa 5S é obter eficiência e eficácia nas atividades!

Colocamos uma série de artigos para mostrar como fazer isso.

Mas o que significa 5S?

O 5S são as iniciais das palavras:

SEIRI seleção e separação



SEITON organização

SEISSOU limpeza

SEIKETSU higiene

SHITSUKE disciplina


Vejam também os artigos sobre 5S, cliquem abaixo para acessar:

“Implantando o 5S na empresa”

“Auditoria 5S para manutenção do programa 5S”

“Praticando o 5S da teoria à pratica”

“Fazendo Patrulha 5S”


O Seiri e o Seiton

As etapas Seiri Seiton são as etapas que iniciam e são primordiais na implantação do programa 5S.

Porisso o titulo deste artigo como Seiri Seiton o inicio do 5S

Vejamos o que é o SEIRI e o SEITON do programa 5S:

SEIRI (整理)

No Brasil o SEIRI é chamado de “Senso de seleção” ou de “Senso de separação”.

Ou seja, é separar as coisas necessárias das desnecessárias, e descartar as coisas desnecessárias.

“O dia D do 5S”

Algumas empresas fazem o SEIRI geral num dia chamado de “Dia D”.

No “Dia D” todos param o trabalho para executar o SEIRI.

E o SEITON também, organização que será explicado mais abaixo.

Alguns “Gurus” e “consultores” orientam o que fazer neste dia.

Mas temos visto que o foco é totalmente no SEIRI e na limpeza.

Não dão continuidade na etapa importante que é a organização com enfase na eficiência e na eficacia.

Implantação do programa 5S não é isso!

No Brasil é uma prática usada quase como regra geral.

Já faz muito tempo que no Japão não se usa mais isso!

O SEIRI depois de iniciado será sempre feito:

  • todo dia
  • toda hora
  • a todo momento

Claro que se pode programar SEIRI periódicos:

  • Semanal
  • Quinzenal
  • ou mensal

Aqui é necessário montar um cronograma programando o SEIRI periódico.

O recomendado é dividir o SEIRI em tópicos como:

  • Ferramentas
  • Dispositivos
  • Armários
  • Gavetas
  • Mesas

Cada tópico é programado com data de inicio e final.

O interessante é todos os setores iniciarem ao mesmo tempo cada tópico, com prazo para termino.

Após o termino os auditores rodam a empresa para verificar a situação do SEIRI.

Uso de cores

Como dissemos deve se separar as coisas uteis, as inúteis e as duvidosas.

Recomendamos estabelecer cores para identificar cada situação.

Por exemplo:

Azul – coisas uteis

Vermelho – coisas inúteis

Amarelo – coisas duvidosas

Por que o amarelo?

Se fosse simplesmente para se separar as coisas necessárias das desnecessárias.

Pode-se providenciar uma cesta de lixo e ir descartando as coisas desnecessárias.

Mas na prática não é assim.

Sempre tem as coisas que deixam duvida.

Será que jogo fora? Ficou na dúvida?

Coloque no amarelo para reanalisar depois.

Como usar as cores?

Como identificar como azul, vermelho e amarelo?

Pode ser através de etiquetas, caixas, locais identificados com as cores, ou outro meio.

Ou um mix de tudo isso.

Lembre-se que o amarelo tem que ser de seu setor ou local de trabalho porque é de sua dúvida.

Mas pessoas de outros setores podem olhar para ver se pode ser útil a ele.

O vermelho

Como dissemos o vermelho é para se colocar as coisas inúteis.

Ao se fazer uma verificação ou uma ronda no setor para analisar as coisas.

O ideal é ter em cada setor uma caixa ou local vermelho em que se joga as coisas inúteis.

Mas há casos que não é possível se fazer isso, como um equipamento inútil mas muito pesado.

Usa-se nestes casos uma etiqueta vermelha colada a ele, para alertar as todos que vai ser descartado logo em seguida.

Então o tipo de identificação a usar depende da situação.

Local vermelho geral

Deve-se ter também um local vermelho geral da empresa.

Onde todos deverão levar as coisas em vermelho do seu setor.

Onde todos podem olhar o montante de coisas inúteis armazenada na empresa.

Muitos depois quantificam estas coisas inúteis como, quantidade, peso por categoria

Depois fazem um relatório para a Diretoria.

A quantidade excessiva

Na separação leve em conta também a quantidade das coisas.

Provavelmente haverá coisas em quantidades acima do necessário

Chaves e ferramentas são clássicas.

Geralmente os operadores guardam por precaução quantidades muitos acima do que ele necessita.

Isso é para precaver uma perda ou alguém levar ele e não devolver.

Para não perder tempo o operador faz um estoque destas chaves e ferramentas.

Não querem perder tempo fazendo solicitação ao Setor de Suprimentos

A solução é determinar regras de quantidade máxima para se ter a mão.

E fazer com que sigam estas regras.

Um outro ponto negativo disso é que quantidade excessiva dificulta a procura.

Dificulta também o gerenciamento destas.

Ela some e ninguém fica sabendo.

“Um dia posso precisar”

É comum o operador argumentar isso, ao ser perguntado por que ele tem guardado alguma coisa.

Esse é um paradigma a ser superado, isso sem exceção ocorre nas empresas.

Não ouse guardá-lo temporariamente, domine o pensamento de que pode ser útil um dia.

É importante conscientizar os operadores à superar o sentimento de que “jogar fora é um desperdício”.

Conscientizando da eficiência que resultará da organização e do descarte das coisas inúteis.

Terminado o SEIRI vamos a segunda etapa que é o SEITON.

SEITON (整頓)

Aqui você já fez a separação, ou seja, o SEIRI, daí vai organizar as coisas necessárias que você usa no seu trabalho.

No SEITON as coisas necessárias devem seguir as regras de colocação:

  • num local definido
  • com definição da forma de colocação
  • identificadas de modo que possam ser acessadas de imediato

A definição do local e a forma de colocação devem seguir o critério de eficiência e eficácia.

Eficiência é retirar e colocar a coisa de modo rápido, sem perda de tempo.

Eficácia é retirar e colocar a coisa sem erro de pegar errado.

Sem levar isso em conta seu programa 5S não vai ter sucesso!

Fácil de pegar, fácil de devolver

No Japão a empresas usam uma regra primordial ao programa 5S.

Essa regra é levada em conta no momento da Auditoria 5S, a chamada “Patrulha 5S”

Essa regra é:

 取りやすく, 戻しやすく

Lê-se TORIYASUKU, MODOSHIYASUKU

A tradução é “Fácil de pegar, fácil de devolver”

Uma ferramenta ou chave fácil de se pegar e fácil de se devolver, é mais rápida e sem erro.

  • Mais rápida (Eficiência)
  • Sem erro (Eficácia)

Então o SEITON tem que resultar não só num visual agradável do local de trabalho.

Mas organizado de tal modo que as coisas sejam de imediato identificadas e que o tempo de procura e de devolução seja o menor possível.

Num local de trabalho em que não se perde tempo na retirada e colocação das coisas no seu devido local, não causa desgaste ao operador.

Imaginem o stresse causado pelo acumulo desse desgaste.

A distância é importante

A fim de melhorar a eficiência o local de colocação deve ser o mais próximo possível.

No Japão a distancia ideal é a que o operador não tenha que se movimentar para pegar as coisas.

Colocam-se os porta chaves e os porta ferramentas ao alcance das mãos.

Sem esquecer os instrumentos de medição, o mais perto possível.

Instrumentos de medição pequenos como micrometro, paquímetro, devem ser colocados em caixas próximas ao operador.

Uma solução muito usada é colocar as caixas coladas às maquinas para o operador não ter que se movimentar.

Instrumento de medição maiores e de uso coletivo devem ser colocados num ponto que sejam mais próximos a todos os operadores envolvidos.

A identificação e segregação

No 5S japonês uma palavra é base para a devida identificação e segregação das coisas.

A palavra japonesa para isso é SHIKIBETSU (識別).

SHIKIBETSU é identificar para que haja uma separação, separar as coisas de modo que fiquem de fácil visualização e reconhecimento por parte das pessoas.

Organizar sem identificar não é SEITON.

Como é feito o SHIKIBETSU?

O SHIKIBETSU pode ser feito de várias formas:

  • Códigos
  • Cores
  • Formas

Códigos

Os códigos podem ser por letras ou números ou a combinação de ambos

Uma recomendação é que sejam mnemônicos, ou seja, seja fácil de saber a qual peça pertence o código

Esta identificação não só para a coisa, mas para o local onde é armazenado, para sempre voltar ao local correto.

Por exemplo, um paquímetro de 125 mm com leitura centesimal, poderia ser: pqm125cent.

Identifique com o mesmo código o paquímetro e a caixa onde ele é armazenado.

Cores

As cores são geralmente usadas para facilitar o local a ser colocado a coisa.

Pinte com a mesma cor a coisa e o local e fica muito fácil o operador voltar ao mesmo local.

O uso de cores facilita muito o controle visual

A única ressalva quanto as cores é o seu limitado numero para identificar as coisas

As cores básicas são sete, até ao tudo bem.

Acima disso, usar as variações das cores pode acarretar confusão.

Formas

O uso de formas depende da forma da chave ou da ferramenta.

Por exemplo uma chave de boca você pode pendurar e desenhar seu perfil no local

Ou você pode usar uma espuma com o perfil escavado na espuma.

No Japão é muito usado desenhar o perfil no local de colocação com uma etiqueta de identificação.

Isso além de facilitar a devolução ao local mas também delimita o local a ser colocado.

Para sempre colocar no mesmo local.

Até aqui colocamos alguns pontos a serem observados no SEIRI  e no SEITON.

Vimos que estas duas etapas são de fundamental importância na implantação do programa 5S.

Caso não seja adequadamente feita, o programa 5S não terá sucesso

E nem adianta continuar com os três próximos S.

Os outros três S SEISSOU, SEIKETSU e SHITSUKE dizem respeito à manutenção do programa 5S

Abaixo foi colocado uma breve explicação destes

SEISSOU (清掃)

Seissou é fazer a limpeza de modo que fique numa situação sem sujeira, e simultaneamente verificar detalhadamente os pontos chaves definidos no Seiton.

A tradução desta palavra é LIMPEZA, simplesmente isso!

Está ligada à limpar o local de trabalho

  • varrendo
  • lavando
  • retirando o lixo do chão

É a etapa da limpeza.

Limpar os locais que por anos tinha sujeira debaixo das caixas, dos armários, das coisas empilhadas.

SEIKETSU (清潔)

Executar os 3 primeiros S completamente, fazendo a manutenção da situação sem sujeira e limpo.

Chamamos este senso de “Senso de higiene ou de saúde”.

Aqui no Brasil alguns o chamam de “Senso da padronização”.

Mas na realidade esta etapa tem o objetivo de manter limpo e organizado.

Executar os 3 primeiros S completamente mantendo o local de trabalho organizado, sem sujeira e limpo.

O Sentido da palavra SEIKETSU quer dizer puro e reto, ou simplesmente limpo.

É manter limpo e organizado todas as coisas e os locais onde você aplicou os 3 primeiros S.

SHITSUKE ()

O SHITSUKE é o chamado “Senso da Autodisciplina

Tem uma conotação muito forte que pode dificultar sua aplicação aqui no Brasil.

O Shitsuke é executar o que foi definido e de forma definida, para que se torne um hábito.

No Japão eles não se auto disciplinam no 5º S.

Fazem torná-lo um HABITO.

Tanto que algumas empresas mudaram o nome do 5º S  “SHUKANKA” (習慣化) ou Senso do Habito.

Em minha opinião ficaria mais claro para nós do Brasil e menos temeroso aplicá-lo.

É praticar todos os dias os 4 primeiros S até que tornem um hábito, é isso.

Conclusão

Mostramos neste artigo os dois S mais importantes na implantação de um programa 5S.

Foi sobre os Seiri Seiton o inicio do 5S.

Explicamos pontos nestes dois S que devem ser observados

Estes pontos são resultados de vários anos de experiencia numa multinacional japonesa.

E de anos de experiencia em responder as auditorias 5S feitas pela matriz japonesa.

Em outros artigos mostraremos mais recomendações para o sucesso do programa 5S.

Inclusive explicaremos os três S SEISSOU SEIKETSU SHITSUKE  que não foram aprofundadas neste artigo.

Caso tenham interesse, inscrevam seu e-mail no campo Receba novas DICAS do Blog!

Espero ter ajudado, mais duvidas ou comentários coloquem no campo comentários abaixo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.