Como fazer Brainstorming para ter sucesso no Kaizen

Como fazer Brainstorming para ter sucesso no Kaizen

Como fazer Brainstorming

Aqui, mostrarei como fazer Brainstorming.

O Brainstorming é uma Ferramenta da Qualidade muito simples e fácil de ser utilizada.

Mas eficaz como ferramenta para busca das causas de um problema qualquer ocorrido.

É uma ferramenta muito utilizada pelos japoneses, nos Kaizen ou nos CCQ para se chegar a causa de um problema qualquer.


Vejam outros artigos relacionados, cliquem abaixo para acessar:

“Ferramentas KAIZEN para Melhoria continua

“Exemplos de KAIZEN baseado nos 3K Kitsui Kitanai Kiken

“O KAIZEN e a motivação, a base da melhoria do clima organizacional”

“A ferramenta Kaizen 3Y Parar, Reduzir, Modificar”

“Como fazer KAIZEN a base da Melhoria Continua do Japão”

 


Existem algumas regras básicas, mas a forma de se fazer no geral pode mudar de empresa para empresa.



Vou dar abaixo uma ideia de como fazemos, onde você pode se basear e criar a sua metodologia de Brainstorming.

Regras

Como regras fundamentais:

  • Não criticar a ideia dos outros.

    Como fazer Brainstorming
    Como fazer Brainstorming
  • Aceite e anote todas as ideias (prováveis causas) por mais absurdas que possam parecer.
  • Ter uma pessoa que oriente a reunião.

Com base nestas regras vamos mostrar como fazer Brainstorming.

1) Reúna as pessoas envolvidas ou que tenham conhecimento do assunto tratado.

2) Eleja o orientador da reunião,

3) Deve ser uma pessoa que tenha conhecimento da metodologia do Brainstormig.

4) O orientador indica um secretario que anotará todas as ideias:

  • num papel
  • ou numa flipchart,
  • ou uma forma mais hightech é ter um computador e uma tela projetando as anotações.

5) O orientador antes do início, dita as regras da metodologia a todos os participantes.

Novatos

6) Se o grupo é formado por pessoas novatas na metodologia,

7) Usar uma forma de participação organizada (vide abaixo),

8) Onde cada participante vai dando uma ideia na ordem em que estão sentados.

9) Cada um tem que esperar a sua vez.

Experientes

10) Se o grupo já é experiente na metodologia.

11) Pode-se usar a forma livre, onde todos dão as ideias livremente.

12) Mas sem que torne uma bagunça, os participantes têm que estar cientes disso.

13) É uma metodologia mais difícil de ser feita pois exige muita disciplina dos participantes.

14) Anotada todas as ideias, parte-se para a segunda etapa que é o da seleção das ideias, para se chegar mais próximo de uma causa real.

Exemplo

Vejamos um exemplo:

a) Digamos num grupo de 10 pessoas, chegou-se a 30 causas prováveis.

b) Destas 30 podemos eleger a 5 mais prováveis.

c) Então passamos para a etapa de seleção onde cada pessoa pode eleger 3 mais prováveis.

d) Aqui não pode ser livre, mas de modo organizado.

e) Onde cada participante vai elegendo as 3 mais prováveis.

f) Após todos elegerem, verifica-se as 5 mais votadas.

g) Destas 5 parte-se para a eleição das 2 mais prováveis.

h) Para isto cada participante, elege as 2 mais prováveis.

i) Ao final verifica-se as 2 mais votadas.

j) Que serão objeto de análise para ver qual delas será a causa real do problema.

k) Para analise pode se usar a Análise dos 5 Porques.

l) A verificação e a constatação in loco (vide Principio dos 3Gen em outro artigo).

Brainstorming estruturado

Aqui vamos explicar a forma de participação organizada, mencionada acima:

I) Na forma estruturada, o orientador pede a cada um que fale uma ideia,

II) Mas na ordem em que as pessoas estão sentadas a mesa.

III) Caso a pessoa não tenha a ideia ainda formada, pode pedir para “passar”, para na próxima volta dar a ideia.

IV) O orientador não pode deixar que alguém pule a vez de outra, deve pedir para esperar a sua vez.

V) O orientador deve ficar atento a críticas de outras pessoas.

VI) e pedir para o secretario anotar a ideia, mesmo que seja absurda no momento.

VII) O termino dessa etapa pode ser por determinação de um número máximo de ideias,

VIII) ou quando todos pularem sua vez numa rodada.

Importante!

Algumas coisas devem ser levadas em conta.

Ideias absurdas tem sido a solução de muitos problema.

Então as ideias ao final do levantamento devem ser refinadas para ficarem mais claras aos participantes.

Mas sem mudar a sua essência.

Espero ter ajudado, caso tenham dúvidas deixem seu comentário abaixo.